Você sabe identificar os símbolos nas etiquetas das roupas? Normalmente, eles geram bastante confusão. Tanto é que muitas pessoas ainda os arrancam assim que compram as peças. Mas eles são muito importantes para mantermos a qualidade do vestuário ao longo do tempo. Por isso, hoje vamos te ajudar a entender de uma vez o que as etiquetas significam, listando cada um dos quatro tipos – os símbolos de lavagem, de lavagem a seco, de secagem e de passadoria.

 

Símbolos de lavagem

O símbolo que representa os processos de lavagem é o balde. Se u “X” aparecer sobreposto a ele, significa que a roupa só pode ser lavada a seco, como as de couro, por exemplo. Os pontinhos dentro do balde indicam a temperatura recomendada da água (em alguns casos, é comum no lugar do pontinho já estar indicado a temperatura ideal, como 30° C ou 60° C, por exemplo.

Muitas roupas com tecidos mais finos e delicados não podem ser lavadas na máquina e nem torcidas. As etiquetas dessas roupas apresentam o símbolo do balde com a mãozinha (lavar somente a mão) e o símbolo do pano torcido com um “X” sobreposto (não torcer).

 

Símbolos de lavagem a seco

Os símbolos que representam o processo de lavagem a seco são bastante simples de entender. Eles são compostos por um círculo. Caso este círculo possua um “X”, a indicação é não lavar a roupa a seco. Agora, caso alguma outra letra apareça dentro do círculo, a roupa deve ser lavada a seco, mas com a utilização de algum produto específico. A letra “A” indica que a lavagem pode ser à base de qualquer tipo de solvente; a letra “F” significa o uso de hidrocarboneto; e o “P” indica o uso de percloretileno.

 

Símbolos de secagem

Os símbolos de secagem são tão importantes para nos ajudar a manter a qualidade das peças quanto os de lavagem. E eles são representados por um quadrado. O quadrado com um círculo dentro indica que a peça pode ser seca na secadora; enquanto o “X” indica que não pode. É comum também as peças apresentaram somente um quadrado ou um quadrado com um semicírculo na parte superior – isso indica que a peça pode ser seca em processo natural e pendurada no varal.

Quando o quadrado apresenta três linhas na vertical, significa que a roupa deve ser seca no cabide, ou seja, não pode ser torcida e nem pendurada diretamente no varal. Já uma linha na horizontal significa que a roupa deve ser seca na horizontal, de preferência apoiada em uma superfície plana (nesse caso, você pode ir trocando a peça de lado para otimizar o processo). Por fim, duas linhas diagonais no canto do quadrado indicam que a roupa deve ser seca à sombra.

 

Símbolos de passadoria

O processo de passar as roupas também é indicado de uma forma muito simples – e bem parecida com o processo de lavagem. O símbolo que o representa é o ferro de passar roupas. Quando o símbolo é composto inteiramente pelo ferro, indica que é possível passar a roupa a qualquer temperatura. E quando um “X” o sobrepõe, indica que não se deve passar.

Algumas roupas podem ser passadas apenas em temperaturas específicas. E da mesma forma que os símbolos de lavagem, as bolinhas ou o próprio número da temperatura indica a especificidade. Já as roupas que não podem ser passadas por ferros que utilizam vapor, apresentam na etiqueta o símbolo do ferro, com duas linhas diagonais opostas e um “X” as sobrepondo.

 

É bastante válido ressaltar que embora os símbolos das etiquetas mantenham um certo padrão, eles não são universais. Por isso, eles podem variar em alguns detalhes dependendo de quem os elaborou. O que tentamos fazer é apresentar as principais formas de representação e aquelas mais convencionais.

Esperamos que assim tenhamos te ajudado a entendê-los melhor e a cuidar das suas roupas para que elas durem muito mais!